A forte volatilidade dos mercados está deixando muitos investidores enjoados. O sobe e desce da bolsa deve continuar nos próximos meses, principalmente pela incerteza das medidas emergenciais do governo americano para conter os efeitos da crise. Pode demorar muitos meses para o capital estrangeiro voltar e elevar o preço das ações a patamares mais justos.

A queda no preço das ações abriu grandes oportunidades de compra em todos os setores. Apesar disso, os investidores estão mais cautelosos em suas escolhas. Pensando neste cenário, resolvi selecionar algumas empresas que devem sofrer menos com a crise e a possível desaceleração do crescimento asiático.

Entre os critérios que utilizei para esta seleção estão:
– empresas voltadas principalmente para o mercado interno;
– com receita previsível;
– que não utilizam matéria-prima importada;
– que não são relacionadas a commodities metálicas (que sofrerão reajustes no próximo ano);
– boas pagadoras de dividendos;
– pouco especulativas (e pouco negociada por estrangeiros);

Nem todas as empresas respeitam todos os filtros acima. As empresas abaixo estão longe de formar uma carteira, são apenas sugestões para uma análise mais aprofundada.

CCR Rodovias (CCRO3)

Setor
Concessão de Rodovias
Preço Atual
R$ 25,00
Valor de Mercado
R$ 10 bi
P/L
16,25x
P/VPA
5,85x
ROE %
36%
Crescimento Médio 5a
17,2%
Download Relatórios

Pontos positivos:
» Aquecimento no setor automotivo brasileiro, mesmo com crédito apertado;
» Internacionalização da CCR na concessão norte-americana Northwest Parkway, mostrando diversificação regional;
» Crescimento de 7,5% no tráfego de veículos em 2008;
» Ganhos de sinergia com a concessão do Rodoanel, por interligar rodovias da própria CCR.

Pontos negativos:
» Preço do petróleo em alta pode impactar negativamente o fluxo de veículos;
» Aumento na SELIC no médio prazo pode desfavorever venda de automóveis a prazo;
» Imprevistos de regulamentação do setor de concessões.

AB Note (ABNB3)

Setor
Consumo /Cartões
Preço Atual
R$ 14,90
Valor de Mercado
R$ 767 mi
P/L
11,01x
P/VPA
2,30x
ROE %
20,9%
Cresc. Médio 5a
26,1%
Download Relatórios

Pontos positivos:
» Líder no segmento de cartões magnéticos, sistemas de identificação (impressão digital, RFID) e serviços gráficos.
» Novo contrato com Banco do Brasil e governo (CNH e identidade);
» Múltiplos atrativos (P/L e P/VPA);
» EBTIDA recorde em 2T08;
» Substituição de cartões magnéticos para cartões com chip;
» Receita relacionada com o mercado interno.

Pontos negativos:
» Grandes clientes concentram boa parte da receita da empresa, criando grande dependência;
» IPO recente: concentração de ações nas mãos de estrangeiros.

Eletrobrás (ELET3)

Setor
Energia Elétrica
Preço Atual
R$ 28,30
Valor de Mercado
R$ 32 bi
P/L
13,08x
P/VPA
0,39x
ROE %
3,0%
Cresc. Médio 5a
10,5%
Download Relatórios

Pontos positivos:
» Lançamento dos ADRs nível 2 (negociadas em NY);
» Líder no setor de energia;
» Receita previsível, com quase todo potencial de energia contratado;
» Pagamento de dividendos nas ações ordinárias (acima de R$ 9 por ação).

Pontos negativos:
» Riscos políticos, por se tratar de uma estatal;
» Risco de apagão elétrico.

Aços Villares (AVIL 3)

Setor
Siderurgia e Metalurgia
Valor de Mercado
R$ 3 bi
Preço Atual
R$ 0,90
P/L
7,85x
P/VPA
3,16x
ROE
40,3%
Cresc. Médio 5a
5,3%
Download Relatórios

Pontos positivos:
» Bom momento da indústria automobilística nacional;
» Recentemente Gerdau comprou 28,88% do capital da empresa por R$ 1,30, muito acima do patamar atual;
» Possibilidade de OPA (fechamento de capital), já que apenas 12% das ações estão no mercado (free-float);
» Quase 80% do volume de vendas está relacionada ao mercado interno, reduzindo os resultados negativos do desaquecimento externo;
» Pouco especulativa e com baixa liquidez: baixa volatilidade na crise.

Pontos negativos:
» Desaquecimento da produção mundial de aços causaria menor demanda de laminadores. Mas vale ressaltar que China e Índia estão na fase inicial de crescimento, que tem como característica o maior consumo de ferro, e não aço;
» Desaceleração da economia americana, européia e asiática;
» Aumento na taxa básica de juros no médio prazo poderia desacelerar o crescimento nas vendas de carros;
» Volatilidade no preço das commodities metálicas.

AES Tietê (GETI4)

Setor
Energia Elétrica
Preço Atual
R$ 15,40
Valor de Mercado
R$ 5,8 bi
P/L
9,57
P/VPA
9,24
ROE
96,6%
Cresc. Médio 5a
13,9%
Download Relatórios

Pontos positivos:
» 100% da energia contratada pela Eletropaulo até 2015;
» Geração de caixa estável e previsível;
» Dividend Yield acima de 10%.

Pontos negativos:
» Burocracia em licenças ambientais para obra Jirau pode atrasar cronograma;
» Risco de apagão elétrico.

Lembre-se que as crises abrem grandes oportunidades de compra. O investidor em valor (value investor) está dormindo tranquilo, pagando muito barato por boas empresas.

Repetindo a citação do Warren Buffet: “Preço é o que você paga, valor é o que você tem”. O valor das ações continuam nos mesmos patamares, os preços que desabaram!