Existem algumas formas de abordar o conceito de margem de segurança. A primeira delas se baseia na diferença entre o valor intrínseco e o preço da ação no mercado. Nas palavras do próprio Buffet, “Preço é o que você paga, valor é o que você tem”.

Benjamin Graham finaliza o livro “O Investidor Inteligente” mostrando uma perspectiva diferente deste conceito, fazendo uma comparação entre o poder de lucro da empresa e o rendimento de um investimento em títulos do governo.

Para chegarmos na margem de segurança, precisamos antes entender o conceito de poder de lucro.

Imagine uma empresa cujo valor de mercado seja R$ 1 bilhão e que tenha lucro líquido anual de R$ 125 milhões. Dividindo o lucro líquido pelo seu valor de mercado, chegamos ao conceito de poder de lucro (earning power):

Fórmula do Poder de Lucro
Poder de lucro = Lucro Líquido / Valor de Mercado
Poder de lucro = 125.000.000/1.000.000.000 = 12,5%.

Em nosso exemplo, o poder de lucro seria 12,5%. Isso significa que nossa empresa consegue lucrar R$ 12,5 para cada R$ 100 em ações (O leitor atento do nosso blog vai perceber que esse poder de lucro é o P/L invertido).

Nos Estados Unidos esse poder de lucro seria excelente, pois é muito acima de um investimento em renda fixa (bonds). Já no Brasil, o investimento em títulos do governo paga taxas superiores a 15% ao ano. Isso significa que esta empresa é menos atrativa que a renda fixa.

Olhando por esta perspectiva, não deveríamos investir em empresas que têm o poder de lucro inferior a 15%. Essa comparação entre renda fixa e poder de lucro que deu origem a este indicador.

Calculando a Margem de Segurança

Utilizando o conceito de “poder de lucro”, a nossa margem de segurança seria calculada através da taxa básica de juros.

Fórmula da Margem de Segurança de Graham
Margem de Segurança = (Poder de Lucro/SELIC) – 100% ou
Margem de Segurança = (L/P/SELIC)
* L/P é o P/L invertido e a Selic é  0,1375.

No caso, a margem será positiva se o poder de lucro for superior à SELIC.

Aplicando o conceito nas empresas brasileiras

A SELIC está atualmente em 13,75%. Por este motivo, a garimpagem por empresas utilizando esta margem de segurança é muito restritiva, pois poucas empresas tem um poder de lucro maior. Alguns investidores compram ações apenas quando elas apresentam margem superior a 40%.

Empresa
Código
P/L
L/P
Margem
Usiminas
USIM5
3,1
32%
134%
Confab
CNFB4
3,3
30%
120%
Contax
CTAX4
4,1
24%
77%
Romi
ROMI3
4,2
23%
73%
Randon
RAPT4
4,7
21%
55%
Vale
VALE5
4,8
21%
52%
Petrobras
PETR4
5,0
20%
45%
Gerdau
GGBR4
5,5
18%
32%
Eletrobrás
ELET6
6,1
16%
19%
Localiza
RENT3
6,9
14%
5%
SELIC 13,75%
Cyrela
CYRE3
7,4
13,5%
-2%
Bradesco
BBDC4
8,7
11%
-16%
Bematech
BEMA3
9,4
10%
-23%
Itausa
ITSA4
10,3
10%
-30%
Embraer
EMBR3
23,7
4%
-70%
Vivo
VIVO4
47
2%
-84%
Lojas Americ.
LAME4
59
1%
-87%
Veja o gráfico ilustrativo de Selic vs Poder de Lucro.

Conclusões e pensamentos sobre a Margem de Segurança

Achei este conceito muito interessante para mostrar que muitas empresas estão menos atrativas do que um investimento em renda fixa. É muito difícil encontrar boas companhias que tenham o poder de lucro superior à SELIC.

É fato que os lucros das empresas crescem e a tendência para o longo prazo é de uma taxa de juros mais baixa. Isso deve tornar o mercado de ações mais atrativo no futuro, quando o investimento em renda fixa se tornar menos rentável.

Para quem mantiver a estratégia de comprar apenas com uma margem de segurança fixa, a própria redução na taxa básica de juros já abre novas oportunidades de compra.

Matematicamente, esse indicador é o próprio P/L sob outro ponto de vista. A diferença é o que agora temos uma ferramenta para encontrar um valor máximo para o P/L que nos ofereça uma margem de segurança fixa.

Para uma margem de 40% e SELIC 13,75%, o P/L precisa ser inferior a 5,19x.

Encontrando P/L máximo a partir de uma margem de segurança
40% = 1/x * 1/13,75% – 100%
140% * 0,1375 = 1/x
x = 1/0,1925 = 5,19x